Gustavo A Vilela
O puro e ingênuo amor, pela doce arte das palavras...
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
ContatoContato
Textos
Título Categoria Data
Palavras malditas Poesias > Góticas 04/06/19
Dance comigo Poesias > Amor 23/05/19
Um simples soldado Poesias > Vida 01/11/18
A dor me faz vivo Poesias > Góticas 16/11/17
Meu pedacinho do céu Poesias > Alegria/Felicidade 02/05/17
O monstro que em mim habita Poesias > Góticas 10/02/17
Apenas com os pensamentos Poesias > Pensamentos 27/08/16
A carta de um suicida, e suas dores. Poesias > Solidão 08/08/15
Olhos negros de ódio. Poesias > Góticas 28/05/15
Realidade, nua e verdadeira. Poesias > Desilusão 20/05/15
Homens e suas asas da imaginação Poesias > Esperança 29/03/15
Site do Escritor criado por Recanto das Letras