Gustavo A Vilela
O puro e ingênuo amor, pela doce arte das palavras...
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
ContatoContato
Textos

As Dores de Uma Vida bem Viva
Quem e o ser?
Aquele que e feliz, que teve amor verdadeiro?
Que não se machucou com esse amor, que ao contrario não seria um verdadeiro amor.
Acredito que uma vida bem vivida está ligada na sua própria expectativa de ser um ser feliz.
Com suas próprias ilusões seus próprios propósitos de encontrar o seu caminho.
Mas qual o caminho, como escolher o certo?
Cabe a você se dedicar e saber seguir o que acha sensato e correto.
Cabe em fazer as escolhas do que deve ou não ser feito de saber se aquilo o satisfaz ou se aquilo e o correto a si mesmo.
Quem se olha no espelho e consegue dizer “não tenho arrependimentos”.
Acredito que ninguém tem essa capacidade só cabe a nos saber evoluir e nos contentar em aceitar a verdade que nos mesmos escolhemos.
Pois a vida nos ofereceu caminhos escolhas e ate pessoas, cabe coube caberá a nos escolhermos, mas para uma vida bem vivida seria seguir suas intuições e perspectivas sem ter aquele medo de errar sem ter que acordar de manha ou não dormir a noite com aquela velha pergunta “o que foi que eu fiz”, pois amigo você fez a gora e tarde a pergunta correta e a pergunta mais difícil de responder ‘’e a gora?”essa era questão qual será o próximo passo”?
Cabe a você responder a si mesmo e tentar ser feliz aproveitando aquilo que esta a sua volta experimentar o desconhecido, mas de um jeito que possa dormir a noite sem que tiver se perguntado o que eu fiz, viva o hoje pois o futuro e o futuro, mas não acabe com ele pois ninguém sabe o que ele tem a oferecer seja bom ou ruim.
A única coisa e saber que você e o próprio responsável por o que e como ele será.
Pois nada e tão nocivo a si, como a si mesmo. Não se ganha uma luta quando você e seu próprio rival.
Gustavo Vilela
Enviado por Gustavo Vilela em 27/02/2015
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras