Gustavo A Vilela
O puro e ingênuo amor, pela doce arte das palavras...
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
ContatoContato
Textos


Suicídio a solução final

     No dia 16/02, estava desistindo e terminar com tudo, coisas estúpidas me assombram, coisas que eu já passei lembranças que me machucam, e aquela sensação de cansaço.
     Parece um tanto quanto estranho, ver pessoas tomando certas atitudes coisas que antes você observava e criticava, que a gora vive em sua mente que a gora você entende e tenta fazer as mesmas coisas, serei breve falo em suicídio, cortes em si mesmo, coisas que antes veras como atitudes de gente fraca assombram a ti, coisas que pareciam fraquezas, se mostram como a única saída.
     Muitas coisas altera nossas vidas de uma forma as vezes ótimas as vezes péssimas mas e assim que e o jogo chamado vida, aceitar como as coisas são. Cada um tem sua forma de conviver com isso outras já não conseguem ou apenas na querem se adaptar, e as coisas ruins contra assim mesmo começam a aparecer.
     Ate certo ponto você ignora, más chega determinada hora que essas coisas se parecem a única solução.
     Falo de atitudes que são vistas pela maioria como formas de chamar atenção, não os julgo eu também tinha está visão ate eu mesmo passar por isso. Admito que as vezes possam ser uma forma de chamar atenção mas mesmo assim deixo um alerta não ignorem vejam como sinais, e não fiquem se remoendo com a sensação do ‘’eu deveria ter feito mais’’, pois aquilo e um sinal, de que nada esta bem que o mundo muda mas você não quer ou não consegue se adaptar sua mente começa a pensar coisas involuntariamente, soluções desastrosas a si mesmo, que parecem ser a única saída.
     Todo mundo tem um limite para suportar, e quando chega a esse ponto as coisas se tornam insuportáveis, e a solução para os problemas esta em sua mente querendo ou não ela esta La, cada vez se mostrando mais forte lhe deixando mais fraco, com sensações de incapacidade as pessoas tentam muitas querem más não conseguem, sinceramente admiro quem consegue se autodestruir a esse nível.
     Gostaria de deixar um alerta para os pais percebem, olhem seus filhos não deixe os sinas parecerem ‘’frescuras’’ pois uma hora chega a um limite, que muitas das vezes e notado tarde demais.
Gustavo A Vilela
Gustavo Vilela
Enviado por Gustavo Vilela em 07/03/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras