Gustavo A Vilela
O puro e ingênuo amor, pela doce arte das palavras...
Textos
O Herói de sua historia

      Com sua arma em meus, trazendo em seu rosto um olhar frio e calculista, ele estava pronto, pronto para receber o que o deviam, pronto para se vingar de todos aqueles os que desrespeitaram.
     Sua mente estava fixa e voltada apenas o ódio, pensamentos sombrios rondavam sua mente, mas como o mais frio dos matadores nenhuma de suas memorias o abalavam ele estava pronto.
     Passou anos planejando sua vingança nada ou ninguém poderia fica em seu caminho ele sempre soube que o preço lhe será muito alto mais depois de alguns anos isso só se tornou uns meros detalhes que já não importam mais.
     Ele foi roubado e quer tudo de volta porem sabe que não terá, portanto ele só quer que todos o paguem mesmo que seja com sangue, ele está disposto a eliminar todos ali ate mesmo pessoas que jamais havia visto antes.
     Ouvia vozes o mandando parar, porem já estava surdo de tanto ódio, ódio do que fizeram a ele ódio de todos ali que um dia lhe prometeram lealdade, mas que tudo não passou de conversa fiada jurou-lhe lealdade, mas no fim todos viraram as costas ele agora só quer se vingar de todas as humilhações passadas.
     Ele não tem um alvo certo na verdade todos são seus alvos ele odeia a todos simplesmente por odiar ele quer eliminar a todos ele acredita que e o certo sabe que vai ser paradas más quer saber ate aonde vai e esta disposto a pagar por um preço alto para descobrir.
     Então com suas mãos firmes e ágeis ele começa sua vingança, sua arma dispara em direção a todos, ele reflete por instantes que sua vida acabara ali, toda uma vida jogada fora por alguns instantes.
     Porem nada o abala e ele continua seus disparos ate não haver mais ninguém vivo no local, então por alguns segundos ele aprecia o silencio e vê as imagens de todos mutilados e perfurados por seus tiros sua cara surge um belo sorriso que e cortado ao ouvir o barulho das sirenes da policia.
     Depois disso ele reflete qual será sua saída e logo chega a uma conclusão concreta e clara, e com uma de suas pistolas mirando em sua própria cabeça ele dispara e cai ali mesmo.
     Ainda com olhos abertos e por segundos imóvel prestes a morrer ele nota que e apenas mais um dos corpos que serão achados ali mas ele não se importa, se sente aliviado e pronto para o desconhecido e quem sabe ate sua penitencia se e que haverá alguma.
Gustavo A Vilela
Peço ajuda para ter com a ajuda para dar continuidade ao meu trabalho, sua contribuição simbolica de 10 reais ou mesmo de 50 reais, será de grande ajuda pois necessito muito devido a tratamentos psiquiatricos e remedios controlados. Caso desejar oferecer a quantia basta clicar no logo do pagseguro logo a baixo o logo roxo para 10 e o logo cinza claro para 50.
Gustavo Vilela
Enviado por Gustavo Vilela em 13/06/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
Comprar Agora
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Pague com PagSeguro - é rápido, grátis e seguro!
Pague com PagSeguro - é rápido, grátis e seguro!