Gustavo A Vilela
O puro e ingênuo amor, pela doce arte das palavras...
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
ContatoContato
Textos
Título Categoria Data
Deixando o sertão Contos > Cotidiano 04/08/19
O preço da fortuna Contos > Cotidiano 13/06/19
O paraíso Contos > Cotidiano 02/06/19
Diário de Maxim Contos > Cotidiano 28/03/16
Site do Escritor criado por Recanto das Letras