Gustavo A Vilela
O puro e ingęnuo amor, pela doce arte das palavras...
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
ContatoContato
Textos
Título Categoria Data
Palavras malditas Poesias > Góticas 04/06/19
A dor me faz vivo Poesias > Góticas 16/11/17
O monstro que em mim habita Poesias > Góticas 10/02/17
Olhos negros de ódio. Poesias > Góticas 28/05/15
Site do Escritor criado por Recanto das Letras